Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Corrida Contra o Tempo

Corrida Contra o Tempo

14
Set20

Um Amor Não Idealizado

IMG-20200605-WA0009.jpg

        Era uma vez uma jovem absorvida pela Disney e pelas comédias românticas que a faziam sonhar sobre onde, como e quando encontraria o príncipe da vida dela... blá blá blá! Desiludiu-se imensas vezes e revoltou-se contra o mundo outras tantas. Suspirou perdida pelo que julgou ser amor e acabou por limpar as lágrimas noite fora demasiadas vezes. Contra todas as expetativas mantinha-se crente de que um dia "o tal" cruzaria o seu caminho. Escreveu textos e poemas sobre esse hipotético amor, idealizando-o intensamente. Tentou moldar-se aos homens que encontrava, esforçou-se para esconder as suas fraquezas e defeitos, mas acabava por não se sentir fiel a si própria. 

          Os anos passaram e ela acabou por se dedicar a cultivar amor próprio e a ser feliz. Foi sendo cada vez mais bem-sucedida nos seus objetivos e mais exigente consigo mesma. Começou a ter noção do quanto valia e do facto de ninguém ser digno de ela abdicar de si.  Descobriu o que merecia e fechou o seu coração para que não fosse magoado novamente.

         Ela estava bem consigo e com o mundo quando conheceu o homem que tinha tudo para a complementar ( sim, porque isso de serem duas metades que se completam são tretas... se ambos não estiverem completos, o que têm para oferecer um ao outro?!). Não o idealizou, apenas desfrutou do acaso do destino que os juntou. Sem se aperceber apaixonou-se e foi isso que tornou tudo tão mais mágico do que ela alguma vez tinha pensado. Nenhum conseguia dizer quem se apaixonou primeiro nem descrever o que fez esse amor crescer. Prometeram conquistar-se todos os dias e nunca ir dormir a meio de uma briga. Juntos, no seu cantinho do mundo, eram eles próprios um com o outro sem se julgarem ou criticarem, pois não havia nada que quisessem mudar no seu par. Ela precisou de reconhecer para si o amor que merecia e deixar-se levar pelo destino. Ele teve de permitir-se baixar as barreiras que elevara em seu redor há tanto tempo e deixar-se contagiar com o que o mundo tinha para lhe oferecer. Amaram-se loucamente q.b., como o amor deve ser. Não foi como ela idealizou, mas foi muito melhor. Não foi tão fácil como tinha previsto, mas valeu  a pena. Não há como um amor não idealizado para dar resultado.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D