Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Corrida Contra o Tempo

Corrida Contra o Tempo

01
Fev18

Dia Após Dia

post 4.jpg

Eu não sei bem o que aconteceu, mas algo mudou. Ela adivinhava sempre quando é que ele estava mal e não lhe perguntava se precisava de alguma coisa, apenas saía porta fora e ía socorrê-lo. Na verdade, não tenho a certeza se não era a forma de ela pedir-lhe socorro. Dona de si, com um passo apressado e sem olhar para trás. Que mulher... Não era perfeita e estava longe de o ser, mas mesmo cheia de imperfeições, era fiel a si própria. Amava com toda a essência do seu ser e era esse amor que ao mesmo tempo a destruía. Era a sua melhor cura e o seu pior veneno num só frasco. Parecia que havia um equilíbrio ideal. Dia após dia, a forma como caminhava para onde só ela sabia que ía, alterava-se. Até que começou a voltar pior do que ía. No frasco restou apenas o que a derrubava lentamente. Quando pensamos demasiado no bem dos outros, por vezes esquecemo-nos de cuidarmos de nós próprios. Ela não se prendeu em casa, apenas mudou de direção. Traçou as próprias rotas e os objetivos em função dos seus sonhos. Nunca é tarde para seguirmos os nossos sonhos, dizem. Entretanto, soube que mudou de casa. Algures construiu o seu refúgio e aprendeu a bastar-se a si própria. Aprendeu o significado de "amor próprio" e assim aprendeu a amar sem medida. Tornou-se a própria cura e decidiu afastar-se de tudo o que era tóxico. Errar qualquer um erra, aprender com os erros é que marca a diferença. Cruzei-me com ela no outro dia, nunca vi um sorriso tão vivo. Sorria com os olhos.

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D