Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Corrida Contra o Tempo

Corrida Contra o Tempo

16
Nov17

Ela era tudo e eu não vi nada.

23517618_1508119112588608_7178962401256526612_n.jp

 Ela tem um sorriso de menina, mesmo já sendo uma mulher. Anda como se voasse, tal é a leveza do seu ser. O brilho dos seus olhos iluminam qualquer sinal de escuridão. Tem um coração grande e cheio de cicatrizes, mas isso não a impede de amar por inteiro. Ela é tudo isso e só agora é que eu reparei...

 Quando a admiro reparo na sua beleza e torturo-me por cada vez que lhe podia ter dito o quão linda é e não o fiz. Não houve uma vez em que eu não estivesse mal e que ela não me ajudasse antes de sequer eu perceber que precisava de ajuda e só agora é que reparei que nunca lhe agradeci. Mesmo assim, ela nunca me cobrou nada. Abrigou-me nos seus braços e pôs-me um sorriso na cara quando mais ninguém o fez. 

  Ela nunca me julgou pelo que ouviu sobre mim, esteve disposta a conhecer a minha essência. Amava-me mesmo com todos os meus defeitos e manias e desculpava-me sem que eu merecesse. Julguei que estaria, como sempre esteve, lá para mim, mas desta vez foi diferente. Tinha tanta coisa para lhe dizer que nunca disse porque sempre tive como garantido que nunca me faltaria tempo para o fazer. É uma pessoa com sentimentos e eu não soube respeitá-los.

  Quando a vejo com um sorriso na cara sabendo que não sou eu o motivo, algo muda dentro de mim. Aqueles sítios que outrora tiveram tanto significado já não me dizem nada. Queria ligar-lhe mas não saberia o que dizer, sinceramente, só queria ouvir a sua voz. 

Cheguei atrasado mais uma vez e lá estava ela à minha espera como sempre... no entanto, desta vez ela não me abraçou. Não tinha aquele sorriso contagiante que me fazia esquecer todas as intempéries. Como é que eu deixei que ela ficasse assim? - pensei. Foi essa a última vez que a vi. Prometeu-me que não voltaria a ficar assim por ninguém e foi-se embora. Partiu levando o meu coração e deixando apenas as memórias do que vivemos. Perdi o que nunca soube que tinha até então e perplexo restou-me o pensamento do quão fui feliz aqui... tinha tudo e não vi nada.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D