Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Corrida Contra o Tempo

Corrida Contra o Tempo

11
Mai18

Tempo

Resultado de imagem para imagens

     No relógio marcavam as 18 horas, as pessoas voltavam para casa, iam saindo uma a uma e eu deixei-me ficar sentada. Não sabia para onde ir. O chá que pedira há quase meia hora já estava frio e eu nem tinha dado por isso. Estava um típico dia de Inverno, daqueles que só apetece estar em casa, mas eu não tinha nenhuma, pois casa é onde o nosso coração está e eu já não sei do meu há algum tempo. Deixei que mo despedaçassem e como não o consegui concertar, fui distribuindo partes dele aos corações incompletos com que me cruzei ao longo do meu percurso. "Oh linda, então, não queres comer nada?" - perguntou-me a empregada, que é um doce de pessoa. Sorri, agradeci, mas estava sem fome. Eu que "nunca perco o apetite", sentia-me maldisposta só de pensar em comer. Quando nos perdemos de nós próprios, já nem chocolate nos salva. Suspirei, quase me escapou uma lágrima pelo canto do olho. "Olá! Posso sentar-me aqui contigo ou estás à espera de alguém?" - ouvi. Olhei para cima. Estou à espera de mim mesma, pensei. Nunca tinha visto aquela pessoa antes e não estava com vontade de sequer saber quem era. Sorria para mim sem mostrar os dentes e procurava os meus olhos com um olhar profundo que se escondia ligeiramente por trás de uns cabelos loiros. Era alto, meio desengonçado, mas com ares de quem já partira muitos corações ou de quem tinha o seu partido. "Por acaso, estava mesmo de saída..." estava eu a responder-lhe, com uma voz trémula, quando ele se sentou numa cadeira ao meu lado e interrompeu-me "Chamo-me Dante e tu?". Revirei os olhos e comecei a arrumar as minhas coisas. "Espera, eu vou-me embora..."- disse, atrapalhado, enquanto se começou a levantar. "Não, podes ficar."- saiu dos meus lábios sem ter sido processado pelo meu cérebro. "Para sempre?" - perguntou-me sorrindo com um ar desafiador. "Sempre é muito tempo" - disse-lhe, rindo-me. "Quanto tempo dura afinal o tempo se por vezes nem damos por ele passar?" - respondeu, invadindo a minha cabeça. Pendurei a mala de novo na cadeira, percebi que ía demorar. Conversámos durante horas, ficando, inclusive para jantar. Curiosamente, no final da noite já me lembrava do caminho de casa. Quem disse que é só o fígado que se regenera? O meu coração reapareceu-me no peito, aquecendo-o. Despedimo-nos à porta do café e nunca mais o vi. Ele tinha razão, não dei pelo tempo passar e, à sua maneira, ele ficou para sempre comigo, ou pelo menos parte dele.

14
Fev18

Não Viveram Felizes Para Sempre

final.jpg

Dizes-lhe que Ela é Bela, mas escusas de esperar que por magia Ela faça com que deixes de ser um Monstro. Ela pode ter uma linda voz, tão agradável como a da Ariel, mas não esperes que, tal como a sereia fez por Eric, deixe tudo por ti. Até pode ter a sensualidade da Jasmine, mas não te armes em Aladdin, que nem com a ajuda de 40 ladrões lhe roubas o coração. É trabalhadora como Tiana, mas não penses que acredita que te transformas num príncipe se te beijar. Adora a Natureza e acredita no amor, mas ao contrário de Aurora, não está disposta a esperar que o beijo do verdadeiro amor surja e que mude a sua vida para melhor. Por muito sonhadora que seja, tal como Wendy , Ela nunca estaria disposta a esperar por quem quer ir e voltar quando lhe apetece, por quem tem medo de crescer e que está mais desorientado que todos os Meninos Perdidos juntos ou por quem ainda acredita que o pó mágico irá resolver sempre todos os seus problemas e que nem consegue controlar a própria sombra. Talvez seja um pouco ingénua, como a Alice, mas não aguentaria a instabilidade do Chapeleiro Louco, as meias palavras do Gato Cheshire ou a obceção pelo tempo que o Coelho Branco tem. Adora artes e é uma pessoa aventureira, alegre e divertida como Rapunzel, no entanto, não acreditaria que homens que sempre foram bandidos, tal como Flynn Rider, o deixassem de ser de um dia para o outro. Gosta de dançar e é muito romântica como Cinderela, contudo, não acredita em amor à primeira vista nem tem hora marcada para chegar a casa. Conserva em si ainda alguma inocência, tal como Branca de Neve, o que por vezes a impede de reconhecer alguns males que existem no mundo, mas não depende de nenhum homem para a proteger, muito menos de 7.

 

Assim sendo, os Contos de Encantar pertencem a outro mundo. No mundo real, estas personagens não viveram felizes para sempre.

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D